28 de maio de 2014

TED NUGENT LANÇARA NOVO DISCO EM JULHO

O guitarrista norte-americano TED NUGENT lançará seu mais novo álbum no próximo dia 08 de julho via Frontier Records. O disco se chamará Shutup&Jam. Será o 11º álbum de estúdio do guitarrista (não incluindo discos ao vivo, coletâneas e outros projetos). 


Abaixo, o tracklist (incluindo uma faixa bônus que estará presente em uma das edições).

01. Shutup & Jam!
02. Fear Itself
03. Everything Matters
04. She's Gone
05. Never Stop Believing
06. I Still Believe
07. I Love My Bbq
08. Throttledown
09. Do-Rags And A .45
10. Screaming Eagles
11. Semper Fi
12. Trample The Weak Hurdle The Dead
13. Never Stop Believing (Blues)
14. Johnny B. Goode Forever (bonus track)


25 de maio de 2014

NOSTALGIA CURITIBANA: AS NOITES DE OUTRORA EM ANÚNCIOS DE JORNAL

Sabe quando você está procurando por uma coisa e acaba inesperadamente encontrando outra? Pois é, estava eu fazendo uma pesquisa a respeito de discos de vinil Dynaflex quando deparei-me com diversos anúncios de jornal publicados entre as décadas de 1970 e 1980. 

Dentre curiosas publicações encontrei chamadas para festas e bailes realizados em clubes, sociedades e casas noturnas da nossa capital, quase todos envolvendo a participação das saudosas equipes de som que animavam os jovens com Discotheque e, é claro, muito Rock

E sabendo que muitos leitores do blog possuem mais de 18 anos e podem ter sido frequentadores de tais eventos resolvi postar os anúncios para causar uma nostalgia básica.

Alguns deles soam engraçados lidos nos dias de hoje.


1973, Ícaro Atlético Clube, Party Box, Vila Fanny FC 

1977, Sociedade Cultural 21 de Abril

1977, Três Marias, Coritiba, Santa Mônica, Fênix, Clube Concórdia, Clube Duque de Caxias,
Triplex, Moustache, Eccus Tape, Papanacius, Ícaro Atlético Clube

1979, Clube Sírio Libanês, Miss Broto Literário, Clube Duque de Caxias,
Sociedade Abranches, Pop Light Sound 

1979, PAVOC, S.O.S, Sparks

1979, Sociedade 21 de Abril, Shok Som Five, Sociedade Bola de Ouro, Big Power Som,
Phocus, Santa Mônica, Fênix, Sociedade Abranches, Pop Light Sound, URCA

1979, Sociedade Primavera, Big Power, Chimoke, Papanacius 3, 
PAVOC, Spark's, Sociedade Vasco da Gama

1979, Sociedade União Juventus, Sociedade Bola de Ouro, Sociedade 21 de Abril,
Sociedade Mercês, Raick's, Sociedade Primavera
1980, Sociedade Rui Barbosa, Pop Light Sound

1980, Sociedade União Juventus, Sociedade Abranches,
SOBA, Sparks, Big Power
1980, Círculo Militar do Paraná, Sociedade Recreativa Boqueirão,
PAVOC, Sociedade Rui Barbosa, Sociedade 21 de Abril 
1980, Sociedade Rui Barbosa,
Pop Light Sound, Black Box
1981, Sociedade Seminário, Black Box System I, 
Sociedade Recreativa Mercês,
Big Power, Thundermug
1982, Sociedade Thalia, Sociedade Abranches, Pop Light Sound, Coritiba, S.O.S, Exportassom,
Sociedade Primavera, Big Power, Sociedade Barriqueiros do Ahú, Black Box
1987, Sociedade Internacional da Agua Verde, Pop Light Som, Surf Som, Spark's
1987, Sociedade Uniao Bacacheri, Sociedade Batel, Sociedade Mercês, Sociedade Protetora dos Operários, Killowatsom, Spark's, Impactus, Sociedade Recreativa do Boqueirão, Wonder Som Pop, Sociedade Barriqueiros do Ahú, Trieste, Sociedade 21 de Abril, Sociedade Abranches, Pop Light Sound, Sociedade São Bráz, Sociedade Vasco da Gama, Sociedade Santo Inácio, Sociedade Santa Quitéria
1987, Sociedade 21 de Abril, Spark's, Raick's, Sociedade União Bacacheri,
Trieste, Sistema X, Sociedade Abranches, Pop Light Sound,
Sociedade Protetora dos Operários, Sociedade Vasco da Gama

1987, Sociedade Primavera, Spark's, Sociedade União Bacacheri, Sociedade Santa Felicidade,
Trieste, Sistema X, Sociedade Protetora dos Operários, Triplex, Killowatsom, Impactus,
Poluysom, Pop Light Sound, Sociedade Bate, Sociedade Esportiva Iguaçu

Quem lembrou, comente.


20 de maio de 2014

SPIRIT X LED ZEPPELIN: PLÁGIO, INSPIRAÇÃO OU INCONSCIENTE COLETIVO?

Eu diria que o LED ZEPPELIN se inspirou PRA CACETE na faixa do SPIRIT ;)

Entenda o imbróglio na matéria do UOL publicada hoje. Segue o texto:

Led Zeppelin pode ser processado por plágio em "Stairway to Heaven"

O Led Zeppelin deve ser alvo de uma ação legal de plágio, sob a acusação de que a canção "Stairway to Heaven", de 1971, seria cópia de uma música lançada em 1968 pela banda Spirit.

O advogado Francis Alexander Molofiy está tentando bloquear o relançamento do disco "Led Zeppelin 4", que contém "Stairway", alegando que Randy California --morto em 1997, que tocava guitarra no Spirit-- deveria ser creditado como coautor da música, pois ela se parece muito com a instrumental "Taurus", do Spirit, informou a revista "Rolling Stone" americana.

"A ideia por trás disso é ter a certeza de que Randy California obtenha seu crédito pela composição de 'Stairway to Heaven'", disse Molofiy à revista "Bloomberg Businessweek".

Mark Andes, que tocou baixo no Spirit e contratou o advogado, disse que o Led Zeppelin deve ter escutado "Taurus" quando as duas bandas estavam juntas em turnê, no final dos anos 1960. Sobre o lapso de tempo entre a alegação de plágio e a ação judicial, ele diz: "Eu não posso explicar. O plágio é bastante evidente, nota por nota. Seria muito legal se os caras do Led Zeppelin dessem ao Randy um pequeno crédito. Seria amável."

A família de California declarou que pretendia há muito tempo tomar medidas legais sobre o caso. Só não tomou antes porque não tinha condições para bancar isso.

"Farto" de Robert Plant

Segundo a revista "Rolling Stone", representantes do Led Zeppelin se recusaram a comentar o caso. A banda vai relançar os seus três primeiros álbuns no mês que vem. Enquanto isso, o guitarrista Jimmy Page recentemente disse ao jornal "The New York Times" que esta "farto" de o vocalista Robert Plant adiar os planos de reunião do Led Zeppelin. A última vez que a banda se apresentou foi em 2007, na Arena O2, em Londres. Plant, no entanto, acabou com a possibilidade haver outro concerto da banda, dizendo ser "zero" as chances de o Led voltar.

Page disse: "Eu fui informado no ano passado de que Robert Plant disse que não faria nada em 2014. E o que os outros dois caras pensam disso? Bom, ele sabe o que os outros dois caras pensam. Todo o mundo amaria tocar em mais concertos da banda. Ele só está fazendo um joguinho, e eu estou de saco cheio disso, para ser honesto. Eu não canto e não posso fazer muito a respeito". Os "dois caras" citados pelo guitarrista seriam ele mesmo e o baixista John Paul Jones.

Page ainda enfatizou que tem vontade de tocar com o Led Zeppelin de novo, comentando: "Eu definitivamento quero tocar ao vivo. Porque, vocês sabem, eu ainda posso tocar", declarou, completando que só precisa se concentrar na guitarra e praticar para entrar em forma.

Escute abaixo "Stairway to Heaven" e "Taurus" e compare:




NOVO DISCO DO URIAH HEEP DISPONÍVEL EM JUNHO

A banda britânica URIAH HEEP disponibilizará no mês que vem o seu mais novo trabalho. Outsider será o 24º álbum de estúdio da banda (não incluindo discos ao vivo e outras inúmeras coletâneas). O último disco até então era Into The Wild (2011). A capa e as faixas do próximo lançamento já podem ser conferidas.


Abaixo, o tracklist e o primeiro clipe promocional:

01. Speed Of Sound
02. One Minute
03. The Law
04. The Outsider
05. Rock The Foundation
06. Is Anybody Gonna Help Me?
07. Looking At You
08. Can't Take That Away
09. Jesse
10. Kiss The Rainbow
11. Say Goodbye



E vida longa ao URIAH HEEP.


17 de maio de 2014

VOCALISTA DO APRIL WINE ANUNCIA SUA RETIRADA DOS PALCOS. BANDA PODERÁ TER NOVO VOCAL

MYLES GOODWYN, compositor, guitarrista e vocalista da banda canadense APRIL WINE, anunciou nesta semana o fim de sua participação em turnês. Ele não deixará a banda, mas deverá ter um substituto para shows. Até que um novo frontman seja anunciado, ele seguirá se apresentando normalmente.

Segundo a nota, o vocalista afirma estar cansado por trabalhar ininterruptamente desde 1969. Ele disse que seus atuais companheiros desejam continuar na estrada, por isso a possibilidade de um novo integrante ocupar os vocais. MYLES continuará a compor e gravar com a banda (se for o caso) e não descarta sua participação em algum evento futuro.

 Myles, ao centro, vai deixar os palcos (imagem: aprilwine.ca)

O lendário APRIL WINE formou-se em 1969 e, desde então, tem MYLES nos vocais. O segundo integrante a mais tempo na banda é BRIAN GREENWAY, guitarrista desde 1977. Vários outros músicos passaram pela banda nesses 45 anos dentre eles o falecido baixista JIM CLENCH, o qual gravou dois álbuns no BACHMAN-TURNER OVERDRIVE (substituindo ninguém menos que RANDY BACHMAN).

A banda lançou oficialmente 16 álbuns de estúdio, além de diversas coletâneas e discos ao vivo. Poucos discos foram lançados no Brasil, dentre eles os manjados The Nature Of The Beast (1981), Powerplay (1982) e Animal Grace (1984). 


DEZ FAIXAS DO APRIL WINE QUE VOCÊ TEM QUE OUVIR

Sucessos como "Wanna Rock" e "Anything You Want You Got It" são conhecidos por aqui. Mas uma carreira de 45 anos de Hard Rock não pode resumir-se a um ou outro sucesso comercial. Foram muitos os clássicos gravados pela banda. Abaixo, postarei uma dezena de músicas que você tem que conhecer:



Primeiro single dos canadenses. Acredite, esse vinil saiu no Brasil



Discão de 1973. Essa foi a única faixa do LP não composta pela banda.



Quem canta nesta é o talentoso baixista Jim Clench.



Outro clássico de 1975. A banda começa a ter reconhecimento comercial.



Essa fodástica faixa é do disco "First Glance" (1978).



Essa sonzeira abre o disco de 1979, Harder... Faster.



Esse videoclipe é a cara dos anos 1980. Pura diversão.



Para mim, esta é a melhor faixa deste álbum "noventista".



Faixa do disco Frigate (1994). Outro bom lançamento que passou batido.



Releitura para um clássico de Willie Nelson. Espetacular.


16 de maio de 2014

O DIA EM QUE CORTARAM UMA ÁRVORE E FIZERAM UM LONG PLAY

Sugestão de meu amigo Clóvis Cordeiro, matéria publicada no Blog Porão Criativo.

Quer saber o que acontece quando se fatia uma árvore e transforma em um vinil?



O artista Bartholomäus Traubeck é um gênio. Ele teve a incrível ideia de fatiar um tronco de árvore, transformar num disco e botar pra tocar. O resultado você poderia imaginar: puro barulho. Porém, pasme, não é isso.

Utilizando um leitor digital de um Playstation, Bartholomäus transferiu tudo que a agulha captava do disco da árvore e transformou em ondas sonoras. Já no computador, utilizando o software Ableton, o artista converteu as ondas sonoras para o piano, e o resultado você pode conferir abaixo, é de ficar de boca aberta!



12 de maio de 2014

REVISTA ROLLING STONE LANÇARÁ QUATRO CAPAS DIFERENTES EM HOMENAGEM AO KISS

A edição nacional de maio da revista Rolling Stone fará uma homenagem aos 40 anos do KISS lançando quatro capas diferentes, cada uma com a imagem de um dos integrantes originais (GENE SIMMONS, PAUL STANLEY, ACE FREHLEY e PETER CRISS). 

A publicação também trará uma ampla reportagem sobre a carreira dos mascarados, além da discografia comentada. A edição de colecionador estará disponível a partir do próximo dia 15 (quinta). Segundo a revista, cada volume terá as quatro capas encartadas. 




























No mês passado, a edição norte-americana da Rolling Stone estampou o KISS em sua capa pela primeira vez na história.

Em agosto de 1996, a revista norte-americana Spin já havia lançado quatro capas diferentes para os integrantes da banda. Porém, ao invés de uma revista com várias capas, foram lançadas quatro publicações diferentes na mesma data (cada uma abordando um integrante).


10 de maio de 2014

BLONDIE LANÇA INÉDITAS E REGRAVAÇÕES. OUÇA TODAS AS FAIXAS

No ano em que a BLONDIE comemora 40 anos de estrada, um novo lançamento estará disponível no próximo dia 13. Trata-se de Blondie 4(0)-Ever: Greatest Hits Deluxe Redux / Ghosts of Download. É um álbum duplo que inclui faixas inéditas e regravações de clássicos da banda. Um DVD chamado Live At CBGB 1977 acompanha a edição deluxe e o vinil duplo.

As capas dos respectivos lançamentos (imagem: blondie.net)

Mas melhor do que saber do novo álbum é ouvi-lo na íntegra. Os dois discos estão disponíveis para audição. Para curtir todas as faixas, CLIQUE AQUI


Formada em 1974 na cidade norte-americana de Nova Iorque, a banda da icônica vocalista DEBBIE HARRY tornou-se sinônimo de música New Wave e Punk Rock ao lançar sucessos estrondosos como "Heart Of Glass", "Hanging On The Telephone", "One Way Or Another" e "Call Me" ao final dos anos 1970. A banda chegou a interromper as atividades nos anos 1980, retomando na década seguinte (época em que foi lançado o sucesso "Maria").

Ghosts Of Download será o décimo disco da banda (não incluindo quaisquer coletâneas).


6 de maio de 2014

REFORMADO HÁ QUASE UM ANO, THE BABYS LANÇARÁ NOVO DISCO

Um dos bons nomes do Rock surgido nos anos 1970 está novamente na ativa, reformado e com disco novo a ser lançado em junho. É o THE BABYS, responsável por sucessos como "Read My Stars", "Too Far Gone" e "Everytime I Think Of You".

A nova formação do THE BABYS (imagem: metalsludge.tv)

A história dessa banda começou em Londres no ano de 1973. A formação original contava com o guitarrista solo WALLY STOCKER, o baterista TONY BROCK, o vocalista JOHN WAITE e o guitarrista/tecladista MICHAEL CORBY. Eles lançaram os discos The Babys e Broken Heart em 1977. No ano seguinte, durante as gravações do álbum Head First, CORBY foi substituído pelo tecladista JONATHAN CAIN, além da entrada do baixista RICKY PHILLIPS. Em seguida, gravaram os álbuns Union Jacks e On The Edge (1980). Logo depois, a banda acabou.

A primeira formação, com Michael Corby (imagem: wikipedia.org)

Os músicos seguiram em frente. WAITE partiu para carreira solo; BROCK foi tocar com ROD STEWART, JEFF BECK e ROY ORBISON; STOCKER também tocou com STEWART além de participações no AIR SUPPLY e numa reformulação do HUMBLE PIE; CAIN foi fazer sucesso no JOURNEY (é dele o teclado em músicas como "Don't Stop Believin" e "Separate Ways"). Ao final dos anos 1980, WAITE e CAIN reencontraram o ex-companheiro PHILLIPS quando os três formaram a banda BAD ENGLISH.

O último álbum de estúdio (imagem: coverdude.com)

Em 2013, STOCKER e BROCK resolveram resgatar a segunda formação da banda mas WAITE preferiu seguir com seus projetos, enquanto CAIN continua firme e forte no JOURNEY. Apesar disso, eles deram as suas "bençãos" para a retomada dos ex-companheiros. Por isso, foram contratados o vocalista JOHN BISAHA e o guitarrista JOEY SYKES

Assim, o novo BABYS anunciou para o próximo mês o lançamento de I’ll Have Some of That, disco com 14 faixas. Confira o tracklist:

01. Every Side Of You
02. All I Wanna Do
03. Sunrise And Goodbyes
04. After Midnight
05. I See You There
06. Grass Is Greener
07. These Days
08. Uncivil War
09. You Saved My Live
10. It’s A Gas
11. Stay The Night
12. I’ll Have Some Of That!
13. When Life Goes Right

Abaixo, um especial completo de 2013 com a recente formação da banda, que contou com a participação do guitarrista JP CERVONI e de duas backing vocals.



3 de maio de 2014

OS (BIG) PICTURE DISCS QUE DECORAM AMBIENTES

Recentemente postei a respeito de espaços estilizados sob o tema Rock. Leitores do blog gostaram e comentaram. Então resolvi fazer outra postagem sobre "decoração" apresentando um produto que chamou a atenção na última feira do vinil realizada aqui em Curitiba. Trata-se de do "Big Picture Disc", uma ótima opção para a composição de ambientes.


Esses discos decorativos são bem maiores do que um Long Play e destacam-se facilmente nos ambientes, especialmente os que utilizam imagens coloridas. Segundo Wilson Samoyedem, proprietário da Seven Inches, eles tem aproximadamente 19 polegadas (48 centímetros) de diâmetro e são feitos em material plástico. 

As peças possuem uma película protetora que imita os sulcos de um disco de verdade e pode ser retirada facilmente. A fixação dos "bigs" é segura e limpa, já que não é necessário utilizar parafusos. Um material adesivo é colocado na parede e uma espécie de velcro suporta o "discão". As imagens utilizadas podem ser previamente selecionadas pelos clientes (mais informações sob consulta). 

Algumas imagens clássicas utilizadas nos discos decorativos

Este é o mais novo produto disponibilizado pela empresa. Há alguns anos ela oferece belos cadernos e blocos com capas criadas a partir de compactos de vinil (7") e fitas cassete descartados, o que torna os itens ecologicamente corretos, além de diferenciados.

Para maiores informações, seguem abaixo os contatos de empresa.

Site oficial: www.seveninches.com.br