5 de agosto de 2014

QUEM LEMBRA? REVISTA TOP ROCK

Hoje é fácil: você vai no Google, digita o nome de uma banda e acessa o Wikipedia ou outro site pra saber "tudo" sobre ela. Mas... e como você teria feito se quisesse saber "tudo" há mais de 20 anos? Pois é.

Naquele período, onde internet não existia (não na prática, pelo menos) e o termo Google soaria como um novo brinquedo da Estrela, você só saberia de algo através de outros meios. Publicações impressas ou capas e encartes de LP eram duas de poucas opções. Abaixo, a capa de uma das revistas que circularam nos anos 1990, a Top Rock.



11 comentários:

rodrigo santiago disse...

Putz, eu era super fã dessa revista.

rodrigo santiago disse...

Putz, eu era super fã dessa revista.

TheQuedolaomer disse...

A maioria absoluta das matérias e entrevistas eram feitas por Cezar Nemitiz (que fim levou esse figura?), tanto que em uma sessão de cartas apareceu um bocudo afirmando que a revista era uma chupinhação mequetrefe de revistas gringas. Acusação essa que foi prontamente rechaçada pelo editor.

Roqueiro Curitibano disse...

Grato pela visita e pelo comentário, TheQuedolaomer.
Excelente 2016.

Att,

Denis Luiz

Leonardo Santos disse...

Muito legai e informativa essas revistas, comprei umas ediçoes num sebo essa semana \,,/

Roqueiro Curitibano disse...

Obrigado pelo comentário, Leonardo. Feliz ano novo!

Att,

Denis Luiz

Fernando Rodrigues disse...

Eu tinha a edição que o Aerosmith era capa.

bugrao_78 disse...

Tenho quase todas, comecei a comprar lá pelos idos de 1992 e o material ainda está comigo até hoje, revista legal mas não era melhor que a brigade, teve uma sequencia em que publicou os melhores discos da história ao qual eu me baseava pra montar a coleção de lps de rock...bons tempos que não voltam

Denis Luiz disse...

Boa, bugrão! Obrigado pelo comentário. Um abraço e feliz natal!

Assielmo Viana disse...

Tenho quase todos os números, adorava a revista, juntamente com a brigade, boa lembrança.

Denis Luiz disse...

Boa noite, Assielmo.

Obrigado pelo seu comentário. Um forte abraço.

Att,

Denis Luiz