5 de outubro de 2013

REGRAVAÇÕES: QUANDO A SEGUNDA IMPRESSÃO É A QUE FICA

Quando estou ouvindo meus discos por vezes me pergunto: qual o segredo para que uma boa composição se torne uma grande música? Qual o processo para uma faixa alcançar o sucesso? Existe uma fórmula mágica usada por compositores e intérpretes? Penso que não. Afinal, quem está destinado ao sucesso o alcançará de uma forma ou de outra, seja compondo ou executando.

Mas, e quando aquele "big hit" é uma regravação, ou seja, quando a composição possui uma interpretação anterior?

Abaixo, uma lista de 10 músicas com suas versões originais e definitivas:

I Love Rock and Roll - THE ARROWS/JOAN JETT AND THE BLACKHEARTS
O simpático grupo britânico THE ARROWS fez sucesso na Europa nos anos 1970. Embora bem divulgada (incluindo apresentações na TV européia) a faixa em questão veio a explodir mundialmente com a banda de JOAN JETT (ex-THE RUNAWAYS) em 1981, no disco homônimo de estreia. Desde então, a versão é considerada um hino do Rock.

Love Hurts - EVERLY BROTHERS/NAZARETH
Lançada em novembro de 1960, a versão original é suave e pode ser tocada tanto num bailinho quanto em uma sala de espera. Por outro lado, muitos roqueiros fogem da sua avassaladora regravação por terem a ouvido demais (ou foi a música que tocou demais?). Reza a lenda que a Rádio Caiobá FM executou a versão do NAZARETH em 618.327 oportunidades...

God Gave Rock and Roll to You - ARGENT/KISS
ROD ARGENT disse uma vez que o KISS fez "uma grande versão" da música. PAUL STANLEY fez um comentário engraçado sobre a original: "(...) se você prestar atenção na versão do Argent, não dá pra saber de que porra de coisas a música está falando. Ela fala sobre flores, árvores e cobras (...)". ROD e PAUL sabem das coisas.

Whitout You - BADFINGER/HARRY NILSSON
Para mim, o BADFINGER é um dos melhores grupos de todos os tempos. A versão original está no disco No Dice, considerado obrigatório por muitos. Mas a música em questão estourou com o iluminado HARRY NILSSON, que não pode reclamar da vida. Ele até gravou um LP com participações de JOHN LENNON, RINGO STAR e KEITH MOON.

Breaking All the Rules - PETER FRAMPTON/PETER FRAMPTON
Este é o caso em que o intérprete original regravou a música. Muitos não sabem, mas a faixa que estourou no Brasil nos comerciais do cigarro Hollywood tem uma versão anterior lançada em disco. Está no álbum Rise Up, LP lançado exclusivamente na América do Sul em 1980.

Fox on the Run - THE SWEET/THE SWEET
A primeira versão da música saiu na versão inglesa do álbum Desolation Boulevard em 1974, período em que o SWEET ainda usufruía de sua parceria com os maiores compositores do Glam Rock britânico, NICK CHINN e MIKE CHAPMAN. Porém, a banda queria dar o próprio rumo nas coisas e largou mão da dupla, regravando a faixa no ano seguinte.

2,000 Man - ROLLING STONES/KISS
Essa  música saiu em 1967 no disco Their Satanic Majesties Request, álbum que seria uma "resposta" ao lançamento de Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band dos BEATLES. Aliás, STONES e BEATLES são deuses supremos do Rock. Mas, com todo o respeito a RICHARDS e JAGGER, a versão na guitarra e voz de ACE FREHLEY ficou 2.000 vezes melhor.

Since You Been Gone - RUSS BALLARD/RAINBOW
Mais uma faixa composta pelo genial RUSS BALLARD. Qual a melhor? Tem como não escolher a versão de uma banda que tem como integrantes ROGER GLOVER, GRAHAM BONNET, RITCHIE BLACKMORE, DON AIREY e COZY POWELL?


Hush - BILLY JOE ROYAL/DEEP PURPLE
BILLY é um daqueles caras que poderiam figurar em coletâneas "sessentistas" juntamente com THE TROGGS e TOMMY JAMES AND THE SHONDELLS. A primeira versão do PURPLE tem ROD EVANS no vocal e não é muito diferente da original (saiu em 1968 no disco Shades of Deep Purple). A segunda (com IAN GILLAN nos anos 1980) é mais Hard mas não alcança a anterior.

We're Gonna Rock and Roll Tonight - WIZZARD/CHEAP TRICK
WIZZARD foi uma das bandas do versátil ROY WOOD, ex-parceiro de JEFF LYNNE nas bandas THE MOVE e ELECTRIC LIGHT ORCHESTRA. O CHEAP TRICK, que foi muito influenciado pelo THE MOVE, regravou esta faixa em 1991 no disco Busted. Ficou um tesão.


Nenhum comentário: