10 de outubro de 2017

VOCALISTA DO CINDERELLA RELANÇA DISCO SOLO DE 2013 COM BÔNUS E DVD. OUÇAM TRECHOS.

TOM KEIFER, fundador e eterno vocalista da banda norte-americana CINDERELLA, está relançando seu primeiro trabalho solo em versão Deluxe.  A data oficial é o próximo dia 20.


The Way Life Goes foi originalmente distribuído em 2013. Sua nova edição ganhará três faixas extras incluindo um cover de "With A Little Help From My Friends" (dos THE BEATLES) e um dueto com LZZY HALE para "Nobody's Fool" (do CINDERELLA). O pacote acompanha um DVD com videoclipes, um mini documentário e outros.

Abaixo, vídeo, tracklist e link para ouvir trechos de todas as faixas.



CD
01. Solid Ground
02. A Different Light
03. It’s Not Enough
04. Cold Day In Hell
05. Thick and Thin
06. Ask Me Yesterday
07. Fool’s Paradise
08. The Flower Song
09. Mood Elevator
10. Welcome To My Mind
11. You Showed Me
12. Ain’t That A Bitch
13. The Way Life Goes
14. Babylon
15. Nobody’s Fool (dueto com LZZY HALE) [CINDERELLA]
16. With A Little Help From My Friends (THE BEATLES)
17. Nobody’s Fool (Piano Version) [CINDERELLA]

DVD
Chapter 1. The Way Life’s Goin' (Documentary)
Chapter 2. Solid Ground (Music video)
Chapter 3. The Flower Song (Music video)
Chapter 4. It's Not Enough (Music video)
Chapter 5. It's Not Enough (Lyric video)
Chapter 6. Album Promo
Chapter 7. Cathouse Live
Chapter 8. Count Vamp'd Las Vegas
Chapter 9. Farm Rock Chicago


Para comprar o seu exemplar e ouvir trechos das faixas acesse AQUI.


8 de outubro de 2017

REVIEW: FEIRA NACIONAL CURITIBA VINIL - 07/10/2017


Extremamente positiva. Esta é minha modesta avaliação sobre a primeira edição da Feira Nacional Curitiba Vinil

Com grandes vendedores de discos, um mix de produtos afins de qualidade e um local promissor para movimentos desse tipo, o evento agradou a visitantes e expositores. Só o tempo não colaborou.

Cheguei com a Roqueiro Curitibano Discos em cima do horário e a maioria do pessoal já exibia seus bolachões ao público. Bem recepcionado pelo organizador Ronald, fui logo acomodado da mesa destinada. Meu "sócio de mesa" Bob chegou logo em seguida.

Ajeitei as caixas e fui cumprimentar os amigos vendedores Ronald (Confraria), Werkley (Sebo Espaço Alternativo) Benedito e Ivo (Discos Raros) e Hamilton. Também recebi a visita ilustre dos meus grandes amigos colecionadores Edson e Gustavo, parceiros das feiras de sábado na Praça da Espanha.

O local agradou bastante. Bem limpo e iluminado, o local é uma galeria ligando as ruas 13 de Maio e São Francisco, no Centro Histórico da capital. Certamente A Travessa poderá receber outros eventos vinílicos. Aliás. a segunda edição desta mesma feira pode rolar lá em dezembro (fiquem atentos!).



A seleção de LPs e compactos estava muito boa. Gostei da variação de preços. Diferentemente da Feira do Vinil do Canal da Música (será que ela volta?) esta permitiu a venda de CDs. E as opções eram muitas.

mix de itens afins estava muito bacana: camisetas exclusivas, itens decorativos de vários tipos, canecas e até capas internas e externas para discos.  Alguns aparelhos de som vintage, da equipe de som SPARK'S, estavam a exposição. O DJ Gilber sonorizou o ambiente com muito anos 1980. Fora o chopp que estava rolando num cantinho.

As vendas foram discretas*. Certamente seriam melhores se o tempo estivesse firme, com mais público. Tudo muito bem para uma primeira edição. Fui proposto a vender, mas já imagina algumas trocas. E não deu outra: escambo garantido com Bob (Discotecário), Danilo (Mafer) e Fausi (Vinil FM) e mais dois TEN YEARS AFTER garantidos para aquela "dúzia" de vinis dos quais não vou me desfazer.

*Sobre uma suposta repercussão junto a alguns expositores a respeito das vendas de LPs na feira do último sábado (07) informo o seguinte: quando eu disse que as vendas foram discretas, estava me referindo exclusivamente as MINHAS. Como eu poderia afirmar publicamente que os OUTROS vendedores não venderam bem ou coisa do tipo????? Jamais eu faria isso. Houve uma equivocada interpretação.

Sempre falo de minhas vendas nos reviews. E tenho todo o direito de concluir que eu não vendi discos em quantidade satisfatória.

Isso é um Blog, uma página pessoal que diferencia-se de sítios oficiais justamente pela LEVEZA (menor formalidade), INDIVIDUALIDADE, SUBJETIVIDADE, dentre outras características. Isso aqui não tem cunho jornalístico. É ponto de vista, primeira pessoa, constatação particular. 

Agora mesmo assim se algum expositor ficou ofendido, peço sinceras desculpas.

Foi uma ótima experiência e um dia agradável. Esperamos outros eventos assim (sem chuva, é claro...).

Abaixo, mais algumas fotos.







STATUS QUO LANÇARÁ VERSÃO COMPLETA DE SHOW HISTÓRICO EM CD E VINIL

O STATUS QUO vai lançar neste mês a versão completa do show Live At The N.E.C de 1982. Será no próximo dia 20 que a apresentação histórica ganhará relançamento definitivo em CD duplo e vinil triplo. O evento foi um pedido de membros da família real à época.


Abaixo, videoclipe e tracklist.



01. Caroline
02. Roll Over Lay Down
03. Backwater
04. Little Lady
05. Don't Drive My Car
06. Whatever You Want
07. Hold You Back
08. Rockin' All Over The World
09. Over The Edge
10. Don't Waste My Time
11. Dirty Water
12. Forty-Five Hundred Times
13. Big Fat Mama
14. Roadhouse Blues
15. Rain
16. Down Down
17. Bye Bye Johnny
Para encomendar o seu exemplar, clique AQUI.


2 de outubro de 2017

ROCK DE LUTO: TOM PETTY

Foi anunciada nesta segunda-feira (02) a morte do roqueiro TOM PETTY. Ele tinha 66 anos e sofreu um ataque cardíaco. Apesar das notícias sobre o falecimento, algumas matérias ainda davam conta de que o músico estaria tecnicamente vivo.


TOM será sempre reconhecido como um dos maiores roqueiros de todos os tempos. A carreira solo do norte-americano (com os THE HEARTBREAKERS) é simplesmente sensacional. Cantor e compositor ímpar, sempre esteve rodeado de grandes nomes do Rock, como a parceria com BOB DYLAN, JEFF LYNNE, ROY ORBISON e GEORGE HARRISON no supergrupo TRAVELING WILBURYS. São cerca de 30 discos na carreira (incluindo coletâneas, discos ao vivo e participações).

Queria muito que as outras notícias se confirmassem e o músico realmente estivesse vivo e bem...

Abaixo, algumas faixas deste baita músico que aprecio.






Descanse em paz, TOM.


19 de setembro de 2017

FEIRA DA MÚSICA NA PRAÇA DA ESPANHA: SEIS ASPECTOS PARA VOCÊ COMPRAR LÁ

Minha postagem de hoje é uma recomendação a todos os compradores de música de Curitiba: falo da Feira da Música na Praça da Espanha.


Realizada todo sábado desde o dia 18 de março deste ano, a Feira da Música tem muito a oferecer àqueles que buscam discos e afins na capital paranaense. Mas alguns aspectos impediram que o público soubesse do funcionamento regular desta feira, como a falta de divulgação da administração pública, a indiferença dos veículos de comunicação e a utilização de um espaço que muitos curitibanos desconheciam estar liberado para o público. 

Por isso, o roqueiro que vos fala resolveu postar sobre esse bacana programa para o seu final de semana, que faz você reduzir o estresse mental e o espaço na sua estante (se é que você me entende...). 

Abaixo, seis motivos pra você bater cartão na Praça da Espanha aos sábados.

HORÁRIO E LOCAL
Todo sábado, da manhã até o final da tarde, na Praça da Espanha. Quer um melhor horário pra correr atrás de bons discos? O local, pouco afastado da região central, torna-se convidativo para toda a família. Possui vagas pra veículos ao redor da praça, biblioteca, banca de revistas com "estar" e monitoramento policial 24 horas, além de bares, restaurantes, ponto de táxi e ponto de ônibus no entorno.

MUITO ALÉM DO ROCK
Não são apenas discos de Rock que formam o "acervo" da feira. O mix de gêneros é muito variado. Você encontra MPB, música clássica, música eletrônica, Blues, Jazz, Samba, Pagode, Sertanejo, Pop, Euro e até música religiosa, além do bom e velho Rock And Roll

Títulos de todos os gêneros. Aqui tem raridades que até Deus duvida...

CLIMA DE CONFRARIA
Ao contrário de outros ambientes profissionais, onde a concorrência entre vendedores de um mesmo produto cria aquele "climão", a Praça da Espanha traz um ambiente de pessoas maduras e bem resolvidas, que ficam felizes por ajudar clientes e colegas. Se eu não tenho um disco, eu indico quem tem. Essa é a política da boa vizinhança. Alguns lojistas e colecionadores da feira: Benedito e Ivo (Loja Discos Raros), Werkley (Sebo Espaço Alternativo), Edson (LPs e CDs), DJ Gustavo Garcia (LPs, CDs e brinquedos) Hamilton (LPs, CDs e miniaturas) Alzira (LP, CDs, DVDs e antiguidades), Marco (Loja Vinyl Club), Christopher (Loja Joaquim Discos e Livros) e Denis (Blog Roqueiro Curitibano Discos), alem do Sebo Cabana (Livros e HQs) e dos tradicionais vendedores de antiguidades e afins.

Benedito César, da Discos Raros: o pai da feira.
EXPERTISE/KNOW-HOW
É praticamente impossível sair da Praça da Espanha sem alguma informação relevante sobre a música, álbum ou artista que você procura. Afinal, lojistas ou particulares, todos os vendedores de discos desta feira também são colecionadores há décadas. Ou seja, além de encontrar o que gosta e bater um bom papo, o cliente ganha consultoria gratuita.

MUITO ALÉM DA MÚSICA
Se você acha que vai encontrar apenas caixas de LPs antigos, engana-se. Além dos milhares de discos de vinil, você encontra uma grande quantidade de CDs nacionais e importados de todos os tipos, DVDs de vários gêneros, muitos livros (de todos os tipos), gibis, brinquedos, réplicas, miniaturas, louças e antiguidades de todos os tipos. Aliás, a Feira de Antiguidades da Praça da Espanha já funciona por lá há muitos anos. Nenhuma feira de vinil na história de Curitiba reuniu um mix tão interessante de produtos

EVENTOS EXTRAS
Além da Feira da Música, a Praça da Espanha recebe periodicamente eventos gastronômicos e musicais organizados pela Prefeitura Municipal de Curitiba ou entidades afins. Recentemente, foram realizadas o Batel Soho Blues Festival, o Batel Soho Jazz Festival e o Festival de Inverno da Praça da Espanha. Nestes casos, os vendedores de discos e antiguidades são deslocados para a lateral da Praça (Rua Carlos de Carvalho), deixando o entorno da fonte central para a estrutura gastronômica.

Eventos gastronômicos são bem recebidos pelo público

Portanto, se você gosta de música, leitura, colecionismo e afins, venha nos prestigiar!


Serviço:
Feira da Música na Praça da Espanha
Local: Praça da Espanha (entre as Ruas Carlos de Carvalho e Saldanha Marinho)
Data: Todo sábado
Horário: 10 horas as 17 horas
Página Oficial: facebook.com/feiracwb


Abaixo, mais algumas imagens da Feira da Música na Praça da Espanha.











10 de setembro de 2017

ROBIN GIBB E O "GEMIDÃO" DOS ANOS 1980

Estamos na segunda metade de 2017. Vivemos em tempos de tecnologia, onde praticamente não conseguimos nos desconectar dela. Até mesmo para ouvir música. Afinal, mp3, rádios web e vídeos do YouTube dominam o acesso ao material musical.

E na época em que redes sociais são praticamente imprescindíveis, uma das pegadinhas virtuais mais sacanas do momento é o "gemidão do zap", brincadeira feita por meio do aplicativo para smartphones Whatsapp. Caso você seja de outro planeta e ainda não conheça esse trote ouça logo abaixo (com o volume baixo, por favor...). Praticamente não há brasileiro que use telefone celular e não tenha recebido um arquivo de áudio com essa piada.


Mas esse tipo de constrangimento, de vergonha com algo sonoro de conotação sexual não é novidade alguma. Quem tem mais de 30 anos e conhece bem os sucessos das rádios nos anos 1980 pode dizer isso.

Naquela época o saudoso integrante dos BEE GEES, ROBIN GIBB, tinha uma carreira solo com vários sucessos. Foi então que um de seus hits ganhou um remix inusitado. A música 'Boys Do Fall In Love' foi lançada em 1984 e emplacou em vários lugares do planeta. Mas sua versão "erótica" explodiu dentre o público brasileiro. A versão é mais longa do que a original e inclui vários gemidos femininos, assim como a brincadeira virtual usada atualmente.


Quantas mães, tias e avós não disseram "O QUE É ISSO???" ou "QUE HORROR, DESLIGUE ISSO!!!" ao presenciar alguém ouvindo essa versão? Certamente muitas...

Lembro que fique louco de contente quando comprei no Sebo Fígaro o compacto dessa faixa, já imaginando chegar em casa e zoar geral, botando o vinilzinho pra tocar. Mas o sete polegadas trazia a versão original (ouça AQUI). Fiquei tão puto que na mesma semana descartei o material (risos).

Boas lembranças...


FEIRA NACIONAL CURITIBA VINIL

Será realizada no próximo dia 07 de outubro a Feira Nacional Curitiba Vinil. Serão mais de 30 expositores de LPs e produtos afins. A organização é do Ronald (Confraria Discos). 


O local será A Travessa, junto ao Green Center, na Rua 13 de Maio, 439, Centro (atrás do Largo da Ordem). O espaço tem estacionamento/elevador (consulte informações). O horário será das 09h as 18h.

Estarei lá com a Roqueiro Curitibano Discos, dividindo mesa com meu amigo Discotecário Bob. Compareçam!

Para maiores informações sobre a feira, acesse a página oficial do evento no Facebook clicando AQUI.


31 de agosto de 2017

DE ROQUEIRO PARA ROQUEIRO

No último sábado, durante a semanal Feira da Música na Praça da Espanha, fui presenteado com este baita LP pelo meu amigo Benedito. 


Trata-se do álbum Open All Night, da banda norte-americana THE GEORGIA SATELLITES, lançado em 1988. Exemplar importado com encarte. Hard Rock norte-americano de altíssimo nível. Recomendo!

Abaixo, três faixas dele para apreciação.




Tirando os presentes de minha esposa e as "heranças" de meu pai, não lembro qual foi a última vez que ganhei um disco...

Obrigado Monstro! Esse vinil vai ser guardado com carinho.


14 de agosto de 2017

REVIEW: FEIRA DE DISCOS DA BOCA MALDITA #2

A segunda edição da Feira de Discos da Boca Maldita deixou sua marca no cenário "vinílico" curitibano. Embora considerado "mediano", o evento organizado pelas lojas Sonic Discos - Especiarias Sonoras e Joaquim Livros e Discos provou mais uma vez ser bastante intenso.

O endereço foi mais uma vez o coração da cidade, a Boca Maldita. O Hotel Slaviero Slim Centro foi novamente uma boa opção, embora o espaço seja um pouquinho apertado. Mas feira de vinil é como coração de mãe...

Cheguei dentro do horário (até 9h30 para expositores) recebendo um ótimo suporte do funcionário da casa que ansiosamente perguntava sobre LPs da banda FOO FIGHTERS.

Sempre bom rever amigos e colegas do vinil, como os amigos Benedito, Ivo, Rey, Christopher e Werkley (da Feira da Música na Praça da Espanha) dentre outros. É claro, sem esquecer dos organizadores Marcos e Horário.

Sobre os preços dos discos, as opções variam tanto quanto as opiniões. Mas é consenso que alguns itens específicos supervalorizaram nos últimos anos, como os LPs do DAVID BOWIE, os chamados vinis de Grunge e certas linhas de música brasileira.

Por outro lado, material raro de algumas bandas clássicas como GRAND FUNK e ALICE COOPER parecia não ter procura.

O movimento foi muito semelhante ao da primeira feira no hotel. Particularmente, aguardava um público ligeiramente maior, já que no mês de junho não tivemos a famosa Feira do Vinil no Canal da Música. Aliás, a pergunta que fica é: será que ainda teremos tal feira (a próxima edição deve - ou deveria - ser em setembro)?

Mais uma vez destaco o bom papo entre expositores e colecionadores. Muita gente nova em comparação à edição anterior. Mas claro, várias figurinhas carimbadas deram o "ar da graça".

Em suma, uma ótima feira. Esperamos por mais eventos assim até o final deste ano.


4 de agosto de 2017

ROCK DE LUTO: GOLDY McJOHN (STEPPENWOLF)

Faleceu no último dia primeiro GOLDY McJOHN, o tecladista original da lendária banda STEPPENWOLF. Segundo publicação da internet, a causa foi um ataque cardíaco. Ele tinha 72 anos.


GOLDY (nome original JOHN RAYMOND GOADSBY) participou do grupo canadense de 1967 a 1975. Ele tocou em alguns dos principais clássicos da banda como a eterna "Born To Be Wild". Também esteve em uma das formações posteriores da própria banda e do HUMBLE PIE (com STEVE MARRIOTT). Também lançou material solo, o qual praticamente não foi explorado pela mídia e redes sociais.

Abaixo, alguns momentos deste importante tecladista.








Descanse em paz, GOLDY.


3 de agosto de 2017

NÃO ESQUEÇAM! NESTE SÁBADO TEM FEIRA DE DISCOS DA BOCA MALDITA #2

No próximo sabadão (05) tem a segunda edição da Feira de Discos da Boca Maldita. Serão mais de 15 mil LPs de todos os gêneros musicais, disponibilizados por grandes colecionadores e lojistas do ramo de vários estados do Brasil. 


Estarei lá com a Roqueiro Curitibano Discos. Muito Hard Rock setentista e oitentista, além de algumas preciosidades. Garanto a exclusividade de alguns itens! Podem apostar!


O local é o Hotel Slaviero Slim, um dos principais dentes da Boca Maldita (Rá!), perfeito pra quem vai a pé, de ônibus, de bicicleta, de carro ou de bondinho ;)


Não percam!!! Afinal, ninguém sabe qual vai ser a próxima grande feira do vinil em Curitiba...

Abaixo, algumas matérias que dão destaque ao evento.






24 de julho de 2017

EX-INTEGRANTE DO SLADE LANÇARÁ NOVA MÚSICA EM SETEMBRO. OUÇAM AGORA COM EXCLUSIVIDADE

No próximo mês teremos mais um novo lançamento musical no gosto dos roqueiros curitibanos de plantão. O baixista, guitarrista, violinista, tecladista e compositor JIM LEA, ex-integrante da formação original do SLADE, disponibilizará seu mais novo single, All Coming Back To Me Now


A música estará disponível no primeiro dia do mês de setembro via Wienerworld. Segundo o site oficial do músico, a música já estava escrita há um certo tempo, mas não estava finalizada. Ela já está sendo divulgada em algumas rádios da Europa. E eu, que não sou bobo nem nada, já fui atrás dela para divulgar com exclusividade aqui no Blog Roqueiro Curitibano. Yes!


JIM saiu do SLADE em 1992, logo após o vocalista NODDY HOLDER. Sua última aparição de destaque pela banda foi na faixa "Radio Wall Of Sound", onde ele faz o vocal principal. Posteriormente lançou novas músicas sob os nomes de GANG OF ANGELS (ouçam "Hello Goodbye", de 1994) e WHILD (ouçam "I'll Be John, You'll Be Yoko", de 1998). Em 2007 lançou o disco Threapy, relançado recentemente com faixas extras.

EM PRIMEIRA MÃO PARA O PÚBLICO BRASILEIRO, a nova música.




17 de julho de 2017

DUPLEX: DOIS GRANDES EVENTOS EM AGOSTO

Se você viveu o tempo dos famosos Duplex na noite curitibana ou conhece as histórias sobre os famosos paredões de som fique atento: foram anunciados dois eventos do gênero aqui em Curitiba para o mês de agosto.

----------------------------------------------------------------------------------------------

12 DE AGOSTO - STATUS SOM - SÁBADO ROCK BIG BAILE


A equipe Status Som promete para a data um Duplex do Rock com outra equipe, I Love Rock And Roll. Promessa de clássicos do Rock, Metal e seleção de lentas. O evento será realizado no Big Baile (Av. Francisco Derosso, 117, Xaxim) às 23 horas. Ingressos a R$ 10,00.

Para maiores informações, acesse a página do evento na rede social Facebook clicando AQUI.

----------------------------------------------------------------------------------------------

17 DE AGOSTO - SUPER DUPLEX - SPARK'S SYSTEM VS. BIG POWER


As equipes Spark's System e Big Power farão um Duplex no Clube Recreativo Dom Pedro II (Rua Brigadeiro Franco, 3662, Rebouças) às 22 horas. Ingressos a R$ 20,00. Promessa de uma viagem no tempo.

Para ver o vídeo promocional do evento, clique AQUI.

Para maiores informações, acesse a página do evento na rede social Facebook clicando AQUI.

----------------------------------------------------------------------------------------------

11 de julho de 2017

RITCHIE KOTZEN + THE DEAD DAISIES: GRANDES FIGURAS DO ROCK MUNDIAL TOCAM AMANHÃ NA ÓPERA DE ARAME

Uma oportunidade de ouro para os curitibanos assistirem a um bom show de Rock AMANHÃ. A Ópera de Arame apresenta o roqueiro RITCHIE KOTZEN e sua convidada, a banda THE DEAD DAISIES. Showzaço!


WHO'S RITCHIE?
KOTZEN é guitarrista, cantor e compositor norte-americano. Embora seu nome não seja familiar para alguns roqueiros, ele tem um belíssimo currículo. Gravou discos com grandes bandas como POISON e MR. BIG, além de vários outros projetos e carreira solo. Atualmente tem um Power Trio chamado THE WINERY DOGS, que traz também ex-integrantes de DREAM THEATER e STEVE VAI. Já veio várias vezes ao Brasil, incluindo Curitiba. Abaixo, uns videos pra você se ligar.





E ESSA THE DEAD DAISIES?
Para quem curte Hard Rock oitentista e noventista essa banda é um prato cheio. Ela é formada por grandes nomes do Rock internacional. O integrante mais conhecido por aqui é JOHN CORABI, vocalista que já gravou com o MOTLEY CRUE, além de outros inúmeros discos e projetos muito bacanas. Um verdadeiro soldado do gênero. Além dele, o guitarrista DOUG ALDRICH (ex WHITESNAKE e DIO) e MARCO MENDOZA (ex BLUE MURDER, THIN LIZZY e WHITESNAKE) também compõem o projeto. Abaixo, uns vídeos pra você se ligar (incluindo um coverzaço do GRAND FUNK ao vivo).




A atenção do DEAD DAISIES ao público brasileiro é especial. Tem até fanpage tupiniquim oficial deles no Facebook. A banda já lançou quatro álbuns e um EP, inclusive com lindas tiragens em vinil (abaixo um deles). 


RITCHIE KOTZEN tem sete datas no Brasil, mas a banda THE DEAD DAISIES se apresentará nessa parceria com ele apenas em Curitiba e São Paulo. Quem puder, não perca!

Para maiores informações sobre ingressos e valores, clique AQUI.


4 de julho de 2017

FEIRA DE DISCOS DA BOCA MALDITA #2

Atenção colecionadores de vinil: Será realizada no dia 05 de agosto (sábado) a Feira de Discos da Boca Maldita 2. Trata-se da segunda edição da feira de vinil organizada pelas lojas Joaquim Livros & Discos e Sonic - Especiarias Sonoras.


Após o sucesso da primeira edição, realizada no começo deste ano, a receita será mantida: sede no coração da capital e cerca de 30 expositores do Paraná e de outros estados. Será no Hotel Slaviero Slim Curitiba Centro, em frente à Boca Maldita.

Portanto, marque na sua agenda: milhares de LPs para todos os gostos e todos os bolsos, no centrão de Curitiba. Também estarei lá com a Roqueiro Curitibano Discos. Prestigiem!

Serviço:
Feira de Discos da Boca Maldita #2
Data: 05 de Agosto de 2017 (Sábado)
Local: Slaviero Slim (Rua Luiz Xavier, 67, Centro)
Horário: das 10h às 19h


12 de junho de 2017

VEM AÍ MAIS UM DISCO DO ACCEPT. E COM VÁRIAS OPÇÕES EM VINIL

Depois do sucesso de Blind Rage, lançado em 2014, o ACCEPT vai lançar mais um disco de estúdio: trata-se de The Rise Of Chaos, que estará disponível em 04 de agosto. Este será o décimo quinto disco dos caras, não incluindo coletâneas e discos ao vivo.

Além dos formatos digital, CD e Box Set, o álbum terá várias opções em LP, sendo vinil duplo nas cores preto, vermelho, verde, laranja com vermelho e laranja com azul, além de EPs de 7 polegadas nas cores preto, branco e dourado. A maioria deles são encontrados exclusivamente no site Nuclear Blast.

Abaixo, capa, tracklist e faixa nova.


01. Die By The Sword
02. Hole In The Head
03. The Rise Of Chaos
04. Koolaid
05. No Regrets
06. Analog Man
07. What’s Done Is Done
08. Worlds Colliding
09. Carry The Weight
10. Race To Extinction



Para encomendar o seu pelo Google Play, clique AQUI.


DEEP PURPLE, LYNYRD SKYNYRD E TESLA EM CURITIBA

Noite única. 12 de dezembro. Três grandes nomes da música na Pedreira Paulo Leminski.


Para maiores informações e comprar ingressos, clique AQUI.


5 de junho de 2017

E AÍ, O QUE ACHARAM DO NOVO DISCO DO DEEP PURPLE?

E no último mês de  o DEEP PURPLE lançou seu mais novo disco. Trata-se de InFinite, o vigésimo disco de estúdio dos caras, além das incontáveis coletâneas e gravações ao vivo.

Particularmente, digo apenas que gostei muito. Acho que a sequência das três primeiras músicas é sensacional. Levemos em conta que estamos em 2017 e que, por exemplo, aquele frontman já alcançou 71 anos. O que o seu avó faz com essa idade??? (risos).

É PURPLE, tem que conferir.

Abaixo, capas, tracklist e faixa.




1. Time For Bedlam
2. Hip Boots
3. All I Got Is You
4. One Night In Vegas
5. Get Me Outta Here
6. The Surprising
7. Johnny's Band
8. On Top Of The World
9. Birds Of Prey
10. Roadhouse Blues





THE CULT VOLTA A CURITIBA



Para maiores informações e compra de ingressos, clique AQUI.


ALICE COOPER EM CURITIBA




Para maiores informações e compra de ingressos, clique AQUI.


25 de maio de 2017

SHOWS INESQUECÍVEIS: THE SWEET - HELLOOCH, CURITIBA - 25/05/2007

O mais curioso em escrever esta postagem é saber que muita gente vai dizer que não sabia que o SWEET já tocou por aqui...

Senhoras e senhores, hoje comentarei mais uma bela lembrança que possuo, talvez uma das mais significativas de minha modesta e pobre vida de roqueiro: o show do SWEET em Curitiba, há exatos dez anos.


A passagem da  Sweet Fanny Adams Revisited 2007 Tour no Brasil é um fato histórico. O SWEET é uma daquelas bandas que, embora mundialmente reconhecidas, raramente saem da Europa. 

Estavam previstas quatro datas no país incluindo Campinas, Porto Alegre, Curitiba e São Caetano do Sul. Mas apenas as capitais do sul tiveram o privilégio de ver a banda. Aliás, o show de Curitiba poderia ter sido ainda mais épico, já que a banda SLADE também viria ao Brasil para tocar em nossa capital na mesma noite. Mas por motivos de força maior o SLADE adiou sua vinda ao nosso país (até hoje).

Fiquei sabendo do show à época através da internet. Lembro também que o Canal 4 (SBT) fez uma chamada bem bacana. Aliás, queria muito que alguém postasse esse vídeo na rede...


O ingresso custou R$ 50,00. Comprei o meu lá pelo centro da cidade. Na verdade foram dois tickets, pois convidei um então colega de trabalho.

A casa escolhida pelos organizadores foi a Hellooch (ex-Moinho São Roque e atual Trésor Eventos), local que historicamente apresentou vários bons nomes da música. Cheguei cedo pra não me incomodar. A fila era discreta e formada predominantemente por quarentões e cinquentões. Em virtude deste perfil, um bom papo à espera da abertura da casa era inevitável. Conheci um casal gente finíssima, que levou a jovem filha pra conhecer uma das maiores bandas britânicas de todos os tempos.

O frio naquela noite era considerável mas me arrependi de vestir lã debaixo da jaqueta de couro. A coisa esquentou rápido. Ainda mais quando meu então colega de trampo encontrou uma "cliente" trabalhando no bar principal do local. Digamos que ela foi gentil. Nós comprávamos fichas para refrigerante e ela nos servia Cuba Libre com dose dupla de Rum. Cheers!


line-up era muito bom. Além de ANDY, que só melhorou com o passar dos anos, a banda tinha o carismático e talentoso PETE LINCOLN (vocal e baixo), o porretada BRUCE BISLAND (bateria e vocal) além do talentosíssimo STEVE GRANT (teclados, violão, guitarra e vocal).

O som mecânico ajudou a manter todo mundo animado. E com um bom público lá pelas tantas eis que o sistema de som toca aquela introdução tradicional nas apresentações dos caras. Em seguida, a banda abre fodasticamente  com "Hellraiser". Insanidade pura.

O público simplesmente pirou com a sequência de hits. A banda, especialmente o guitarrista ANDY SCOTT, não esperava uma plateia tão fiel, cantando TODAS as faixas. Ele anunciou sua faixa preferida ao público, "The Sixteens". Em um determinado momento, ANDY parou para pronunciar algumas palavras, incluindo "CAIPIRINHA" (ele estava tomando uma). 


A apresentação seguiu surpreendendo, incluindo um rápido número do tecladista STEVE GRANT, que brincou com um clássico dos BEATLES. A conexão entre plateia e banda foi constante, mas chegou a níveis estratosféricos quando a banda tocou "Fox On The Run". A noite foi encerrada com o hino "Ballroom Blitz".

A impressão causada pelos curitibanos aos roqueiros britânicos foi tão grande que eles mencionam tal fato na página oficial do quarteto. Numa tradução livre, os caras disseram que "o público foi provavelmente o mais louco que vimos. Do riff de abertura de "Hellraiser" ao estrondo final de (Ballroom) Blitz foi caos do melhor tipo! Que show". 

Foi tão louco que a banda carioca SNOW, que faria a abertura para o SWEET, acabou tocando depois...(risos). 


Neste momento uma fila formava-se no corredor lateral direito, no acesso aos camarins. A expectativa era de poder tirar fotos e pegar autógrafos com a banda. Rapidamente meu colega e eu nos posicionamos na fila. Alguns estavam lá com seus LPs. Logo um funcionário da casa chegou com vários posters promocionais do show e distribuiu para quem estava por ali. Eu já tinha onde pegar assinaturas.

Eis que depois de um tempo os fãs puderam conhecer seus ídolos. Simplesmente surreal. PETE é um cara extremamente simpático; STEVE é mais reservado; BRUCE é muito bem humorado; E ANDY é um legítimo Sir. Todos tiraram fotos e deram autógrafos. A empolgação foi tanta que eu, por exemplo, não tirei foto com o baterista, enquanto meu colega tirou foto com ele duas vezes (risos).

Um momento impar na vida dos roqueiros curitibanos que estiveram lá.

Uma honra conhecer Sir ANDY SCOTT
MÚSICAS:
Intro
Hellraiser
Sweet F.A.
Into The Night
The Sixteens (video dobrado, toca duas vezes)
Wig Wam Bam
Little Willy
Heartbreak Today
Restless
No You Don't
Teenage Rampage
Love Is Like Oxygen
Action
Blockbuster
Fox On The Run

Set Me Free
Ballroom Blitz