16 de agosto de 2011

FALTA DE GRANDES ESPAÇOS NÃO TIRA SHOWS DE CURITIBA

A impossibilidade da utilização de alguns espaços existentes em Curitiba para grandes eventos parece ter afetado a capital paranaense numa proporção muito menor do que se pensava.

Se por um lado o público curitibano acompanha anciosamente o desfecho das discussões que se arrastam há mais de dois anos sobre a utilização da Pedreira Paulo Leminski além da não utilização de estádios de futebol para grandes shows por outro as circunstâncias vem favorecendo a realização de ótimos espetáculos.

Um dos fatores que contribuem para um bom calendário é a nova realidade do cenário musical. Com a massificação do acesso à rede mundial de computadores o inevitável aconteceu: Milhões de pessoas podem baixar a discografia de uma banda em questão de minutos. Ou seja, quase ninguém compra discos. Assim, as bandas tiveram de procurar novas formas de ganhar dinheiro, como merchandise diferenciado e contínuas turnês.

Além disso, artistas que costumeiramente se apresentavam em estádios de futebol ou festivais gigantescos (até criou-se o termo Arena Rock) continuam fazendo shows memoráveis, mas agora em espaços menores. Com isso, os locais com capacidade mediana e boa estrutura viraram palco para artistas de primeira linha.

Aí é que entrou Curitiba. Com um público fiel e sedento por grandes performances o Rock não parou de rolar por aqui. Nos últimos meses alguns nomes marcaram presença e entraram para a história dos grandes shows realizados em Curitiba.


PETER FRAMPTON - 16/09/2010
 
  
FRAMPTON  fez um show antológico no Teatro Guaíra. Em plena forma, ele mostrou que shows de Rock no Guairão se tornam únicos, especialmente pela acústica.

SCORPIONS - 21/09/2010

 
A turnê de despedida de uma das maiores bandas de Hard Rock da galáxia era passar pela Arena da Baixada, mas mudou de endereço. Me disseram que a procura por ingressos seria baixa para um estádio. Os terríveis problemas técnicos nas primeiras músicas não esconderam uma das melhores performances que o grupo alemão já realizou.

NAZARETH - 22/10/2010 (e 22/03/2011)
 

Sim, dois shows do NAZA em meio ano. E no final deste ano vai ter mais uma apresentação deles em Curitiba. Os caras vão se aposentar por aqui :)

CREEDENCE CLEARWATER REVISITED - 13/11/2010
 

A (remodelada) banda mais conhecida do Country Rock passou por aqui pela segunda vez (a primeira foi em 2000) e deixou uma boa impressão. De novo.

TWISTED SISTER - 26/11/2010
 
 
É a cara do Hard Rock dos anos 80 balançando Curitiba. Sensacional.

SLASH - 08/04/2011
 
 
O guitarrista original do GUNS 'N' ROSES e integrante do VELVET REVOLVER mostrou que é (concordem ou não) um dos maiores guitarristas de todos os tempos.
 
MOTORHEAD - 17/04/2011

 
Os deuses do rock acelerado e barulhento desembarcaram por aqui mais uma vez e estremeceram a nossa capital. A malária bateu cabeça até não querer mais.
 
THE CULT - 13/05/2011
 
 
A banda foi convidada para o Festival Lupaluna e desembarcou pela terceira vez em Curitiba. Não decepcionou. O show foi transmitido na integra por uma rádio da capital (não lembro se isso já havia acontecido por aqui).


Embora políticos e burocratas ainda dificultem um pouco, grandes pessoas continuam trabalhando firme para que Curitiba siga como a capital do Rock. Com ou sem Pedreira, com ou sem estádios, grandes nomes continuarão aterrizando nesta cidade roqueira.


Nenhum comentário: