26 de março de 2012

SUCATA NUNCA MAIS!!!

Se você precisar de revisão ou conserto em equipamento de som tome muito cuidado: estamos pessimamente servidos de assistência técnica em Curitiba.

Precisei de uma revisão geral em um dos meus aparelhos, um toca-discos Garrard Gradiente S-95 com cápsula Leson e agulha AG-80 (configuração não original porém bastante funcional). A vitrola em questão estava funcionando perfeitamente mas apresentou dois sintomas há algumas semanas: Mau contato nas conexões da cápsula (som em apenas um canal no modo stereo) e  uma vibração durante a rotação (algo como um batimento cardíaco, perceptível na bandeja abaixo do prato e que afeta o som - polia, pensei).

Pois bem, levei o "garrardzinho" lá na Visconde de Guarapuava para uma revisão geral e verificação dos sintomas supracitados. Após uma semana o aparelho estava "pronto" ao custo de meia garoupa. Ao fazê-lo funcionar em minha residência percebi os mesmíssimos problemas. Então retornei na semana seguinte para uma nova verificação, ainda na "garantia". 

Hoje fui buscá-lo e recebi a notícia de que o aparelho não tinha defeito algum e estava funcionando perfeitamente. Ao chegar em casa e fazê-lo funcionar os mesmos problemas apareceram.

A questão é a seguinte: Não seria melhor dizer que não há conserto ou que o problema está além do alcance dos técnicos?

Já havia levado um receiver para revisão no mesmo local e o serviço foi bom. Mas depois dessa...

16 comentários:

Anônimo disse...

Já morei em 3 Capitais, e Curitiba descepciona em varios aspectos profissionais. Aqui reside o maior numero de "profissinais" assim.
Oficinas mecânicas aqui são um primor de profissionalismo sem tamanho. Já levei meu Oddissey na Sukata Som e o mesmo saiu de lá 60 dias depois pois não encontraram o CI que estava com problema.
Aqui em CUritiba se voce levar um carro para um Orçamento 2x no mesmo lugar mas em dias diferentes, voce terá 2 orçamentos com preços diferentes.

Anônimo disse...

Sukata e Radidade Som fazem os piores concertos possíveis kk, se levar volta pior que estava e corre o risco de vim com as placas internas danificadas por mal substituição de componentes.

Anônimo disse...

alguma indicação de um bom tecnico em curitiba? abraço!!

Roqueiro Curitibano disse...

Difícil...

Novato disse...

soube de um cara que levou uma gf 703 para arrumar o controle de volume pagou R$100,00 e recebeu ela mono kkkkk resolvi eu mesmo concertar a minha, baixei o manual de manutenção e estou comprando componentes similares mas de época próxima.

Roqueiro Curitibano disse...

Novato, obrigado pela sua participação.

Se eu soubesse de algum serviço de qualidade no conserto de antigos aparelhos em Curitiba eu faria propaganda gratuita aqui no Blog. Parece impossível levar um equipamento para conserto hoje em dia e retirá-lo sem alguma "sequela".

Está mais fácil achar uma boa benzedeira e levar o aparelho pra garantir que ele dure mais tempo...kkk

Grande abraço!

Anônimo disse...

Vimos seus comentários a respeito do Garrard S-95 e estamos recuperando esses aparelhos da década de 70.

Roqueiro Curitibano disse...

Olá, Anônimo.

Obrigado pelo seu comentário. Com o crescimento nas vendas de discos e na procura por toca-discos, será fundamental que tenhamos boas opções em serviços de manutenção e conserto em Curitiba. Mantenha-nos atualizados. Abraço.

Att,

Denis

Cellso Moreira disse...

Boa tarde.
Tenho um som da Sony - HCD - DX - 80 - para vender.

Se houver interesse - fone - 41 - 9204 -6081

Leandro Alves Calegalim disse...

Olá. Eu trabalho consertando aparelhos antigos. Receivers, toca-discos, entre outros de 90 para baixo. Conserto e deixo a parte sonora em perfeito estado. Porém o serviço que presto cobro um preço justo, o que alguns acharam mais caro, mas faço conserto de verdade, sem emendas. Sou de SJP, meu tel é 41-87390743.

Roqueiro Curitibano disse...

Obrigado pela visita e pelo comentário, Leandro. Abração.

Att,

Denis

Unknown disse...

Tenho um Philips 610, de 1969 e o som da agulha nao está sendo amplificado. Ganhei ele recentemente de minha avó e não tenho nem um pouco de conhecimento sobre agulhas, etc.. Alguém poderia me ajudar?

Anônimo disse...

Sou Leandro, do comentário do conserto.
Seguinte pessoal, aos visitantes, e peço desde já desculpas ao dono do Blog.
A partir deste blog, já recebi algumas chamadas, e uns 3 aparelhos de clientes.
Mas...mas...quero deixar uma reclamação á alguns "clientes".
Pessoal, aparelho velho, é foda deixar em dia. Todos seus componentes internos estão gastos, cansados, alterados. Um aparelho fica uns 25,30 anos parados, guardado no fundo de uma garagem, dai o cara leva para eu consertar, troco o possível, deixo funcionando, MAS, como ele estava parado, pode ocorrer de alguma função do aparelho parar, dar defeito.
As saídas desses aparelhos antigas são compostas basicamente de TIPs e STKs. Esses componentes não se acham mais originais, e quando tem, já estão velhas as peças, você coloca, mete volume, e o componente alterado pela idade queima novamente. É um jogo de sorte, e de pura responsabilidade do cliente.
E uma grande maioria pensa que o aparelho por ser grande, pesado, pode ligar Subwoofer, 4,6 caixas...NÃO DÁ.... Esses aparelhos são para ouvir em volume médio. O potenciômetro de volume supondo marca ate 10, mas NUNCA se usa no máximo. Ao aplicar mais volume, se reduz os graves.
E devido aos inúmeros problemas, por existir componentes ruins, péssimos, e clientes que acham que esse tipo de serviço é "facinho", meus preços são muito bem cobrados, pois dou suporte á garantia, que na maioria dos casos é certeza de retorno, pois como disse, o aparelho é velho, e pode alterar sim qualquer coisa dentro dele. Meu trabalho é com muito capricho, e com fundamento, mas, cobro bem. Se dá certo aviso, se preciso adaptar algo, eu aviso. Se não dá, já falo diretamente, sem enrolar. Obrigado pela compreensão a todos e ao dono do blog.

Roqueiro Curitibano disse...

Boa tarde, Leandro.

Agradeço pelo seu comentário.

É extremamente importante que certos pontos fiquem claros, tanto aqueles que envolvem as assistências quanto os que envolvem os usuários (clientes). O conserto de aparelhos antigos (ou vintage, como queiram...) é um assunto complicado. E da mesma forma que existem técnicos "ruins" certamente temos também usuários "ruins". Por isso costumo dizer que o bom senso vale pra tudo nessa vida.

Minha postagem (meu caso) originou-se talvez por uma questão mais administrativa do que técnica. Mas o fato é que perdi dinheiro e continuei com o problema.

Minha manifestação quando desta postagem não visou o detrimento alheio, mas uma luta pelo bom senso e respeito a clientes e usuários de um serviço que possui certa carência de profissionais com aquele perfil "consultor".

Agradeço novamente pelo seu comentário. Um abraço pro povo de SJP, local com sangue "roqueiro" que respeito pra caramba.

Att,

Denis Luiz

Anônimo disse...

Obrigado Denis Luiz pela compreensão. Hoje que foi engraçado, um cliente acabou de me contatar, perguntando tudo sobre o aparelho dele, e eu respondendo super atenciosamente e muito bem explicado. Dai ele me perguntou quanto ficaria o aparelho dele, eu disse que sem ver o aparelho não podia passar orçamento, mas disse que fiz um idêntico que o dono pediu para fazer tudo no aparelho, e que neste caso, cobrei RS 200. e logo o cliente veio questionando o valor que era demais. Cara................não sou só eu que sou assim, todo técnico anda FERRADO ultimamente, por componentes falsificados, a falta deles, e pelos mal pagadores. Eu sinceramente prevejo que daqui pouquíssimo tempo você não encontrará técnicos, porque muitos que eu conhecia de diploma e tudo estão hoje empregados de fábricas em outras áreas totalmente distantes de eletroeletrônica, e felizes por terem saído....

x disse...

Olá, sou Dalton de Curitiba. Tenho uma pick up Gradiente Garrard 630S para consertar. Onde é o endereço para eu fazer um orçamento? Meu contato é por este site websitearte . com / contato

Não posso colocar fone ou e-mail aqui e inseri espaços para não ficar em forma de link.
Gostaria de um orçamento sem compromisso.
Abração,