26 de dezembro de 2018

FAKE NEWS DO ROCK: KISS, PINTINHOS E FEZES

O ano de 2018 consolidou o termo Fake News na mídia oficial e nas redes sociais do Brasil. As chamadas "notícias falsas" chamaram a atenção durante o período de eleições presidenciais e foram tratadas como uma espécie de "epidemia virtual". Publicações sobre candidatos, sem fonte oficial, eram compartilhadas invariavelmente nas redes sociais mais usadas (WhatsApp e Facebook). Inúmeras foram as discussões sobre tal fenômeno.

Mas o que isso tem a ver com o Rock?

Se você acha que apenas o cenário político sofreu com isso, posso lhe afirmar que o Rock, décadas antes, também foi vítima das notícias falsas no Brasil. Abaixo, um dos maiores boatos da música que transformou-se em Fake News: a passagem do KISS pelo Brasil em 1983.

O KISS "chocou" tanto que, em meio a sua passagem pelo Brasil, surgiram "pintinhos".
Quem nunca ouviu falar do boato de que o KISS "esmagava pintinhos" no palco durante seus shows? Pois é, esse papo surgiu à época da primeira passagem da banda pelo Brasil, em 1983. Ainda hoje, é fácil encontrar alguém com mais de 30 anos que já tenha ouvido falar nessa história. Aliás, alguns poderão jurar que ela é verdadeira.

E o que era pra ser apenas boato, acabou tornando-se uma das mais bizarras Fake News que rolaram por aqui.

A edição do Jornal O Fluminense de 18 de junho de 1983, publicou em uma de suas páginas a matéria "Polícia exige show de KISS sem animais". 

O jornal imputou duas características "singulares" ao grupo
A publicação, abordando aquela passagem do KISS pelo Brasil, trouxe o seguinte conteúdo (os grifos no texto abaixo são meus): 

"Os promotores do show do conjunto Kiss cumpriram, ao final da tarde de ontem, as exigências determinadas pela Divisão de Controle e Fiscalização de Diversões Públicas, da Secretaria de Policia Judiciária, e ouviram do Diretor, Delegado Délio Capitelli, normas de orientação para que o show vá até o final, como programado: não poderão pisotear e matar pequenos animais ou comerem fezes, características do conjunto".

A "matéria" segue:

"Os encarregados da fiscalização foram orientados para impedir o massacre de animais - pintinhos, em sua maioria, que são pisoteados e esmagados durante o desenrolar do show - e comam as próprias fezes".

E pra provar que entidades de classe e notas de repúdio não são clichês do século XXI, o último parágrafo do texto registra:

"Em nota conjunta, a Cooperativa dos Vegetarianos, Editora germinal, Grupo Lotus, Liga de Defesa dos Animais, Ordem Teosófica de Serviço e Aurora Espiritual afirmaram que em função do noticiário que tem acompanhado a excursão do grupo de rock Kiss ao Brasil e a pretexto de sensacionalismo e promoção, os integrantes anunciam a realização de sacrifícios de animais em pleno palco. A nota afirma que mesmo se tratando de mera ameaça, não deixa de chocar a idéia que atos de crueldade sejam levianamente utilizados pelo conjunto musical para levar à platéia uma dose maior de emoções fortes. E sugere o boicote do público ao espetáculo e a outros eventos que pregam a violência, o incentivo a práticas anti-ecológicas e exploração do sofrimento".

Fim da matéria. O boato dos pintinhos acabava de tornar-se Fake News. 


Eu não sei que é mais absurdo nessa publicação: a falsa notícia sobre esmagar pintinhos, a falsa notícia sobre os integrantes do KISS comerem fezes ou saber que alguém criou uma cooperativa de vegetarianos...(risos).

Tá certo que o baixista GENE SIMMONS baba sangue nos palcos e fala umas merdas fora deles. Mas publicar num jornal que o cara come bosta é muita sacanagem.


Em tempo: uma ex-colega de trabalho chamada Cássia, ao me ouvir falando certa vez sobre o KISS, me interrompeu dizendo: "O KISS é aquela banda que arrancava cabeça de pintinhos no palco né???". Sabendo que alguém havia confundido a história de "esmagar pintinhos" do KISS com o fato de o vocalista OZZY OSBOURNE (BLACK SABBATH) ter arrancado a cabeça de um morcego com os dentes em uma apresentação, disparei: "Deve ser mais fácil do que pisar em morcegos". O riso dos roqueiros foi geral.


2 comentários:

GR33Nh4T disse...

Fala Denis, tudo beleza?

Antes de tudo, feliz ano novo para nós e que 2019 seja excelente! Principalmente para as próximas feiras de LP :D

Definitvamente, o ano passado só teve fake news, gostei das curiosidades do mundo do Rock kkkkk

Aproveitando o comentário, como vou me mudar, terei que me desfazer de CDs e LPs. Coloco a venda a do Rock n Roll Project. Se tiver algum interessado, confere o link: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1164193614-colecao-project-rock-and-roll-curitiba-reverson-doctor-disco-_JM

Forte abraço e bom 2019 para nós!

Denis Luiz disse...

Olá GR33nH4T!

Feliz 2019 pra você! Muita saúde!

Não sei se participarei de novas feiras de discos como vendedor (já fiz duas depois que disse que ia parar de vender LPs). Os LPs que me restaram são poucos (algumas dezenas) e nem todo mundo gasta com esses títulos, embora meus preços para eles estejam fantásticos.

Se eu pudesse, comprava tua coleção do Project (os volumes 6, 7, 8, 9 e 10 que possuo não são originais kkk). Qualquer coisa me fala alguns dos títulos dos LPs que venderá pra eu passar vontade ou repassar a informação pra algum comprador...

Grato pelos teus constantes comentários em minha página - que quase exclui do Google - mas que em dezembro fará 10 anos!!! (tamo virado nuns velho...).

Qualquer coisa fico a disposição.

Att,

Denis Luiz