13 de janeiro de 2014

PEDREIRA PAULO LEMINSKI ESTÁ LIBERADA

Finalmente a novela terminou. A Pedreira Paulo Leminski voltará a ser o grande espaço para shows em Curitiba. Com a revogação da liminar da 4ª Vara da Fazenda Pública da capital, o local só depender da boa vontade de seus administradores (DC7) para oferecer boas atrações musicais aos roqueiros curitibanos.



Três declarações de Helinho Pimentel (diretor da empresa responsável) ao jornal Gazeta do Povo trazem ótimas expectativas ao público. Ei-las:

Sobre a estrutura: "(...) a Pedreira como está hoje desenhada é o lugar mais capacitado da América Latina para receber grandes eventos, com uma estrutura física que é única". Ótimo.

Sobre o palco: "No edital estava a prevista a recuperação do antigo palco, porém, percebemos que não havia condições de recuperá-lo. Foi construído um palco novo. Não conheço outro palco, ao ar livre, fixo e montado permanentemente, que tenha uma área coberta de 1,3 mil metros quadrados, como o novo palco da Pedreira. Um grande palco, quase três vezes maior que o antigo, que vai poder receber shows de qualquer grande artista internacional". Excelente.

Sobre as atrações: "(...) o que dá pra adiantar, é que 2014 vai ser um ano histórico da volta dos grandes eventos à cidade. Imagino que durante janeiro e fevereiro vamos poder armar um evento que seja significativo de reabertura. Depois de tanta expectativa, queremos fazer eventos que estejam à altura da Pedreira. Teremos grande preocupação com a qualificação artística e de produção". Estamos todos no aguardo.

A Band News Curitiba também divulgou matéria a respeito, onde Helinho comentou que os preços dos ingressos poderão baixar com relação aos praticados atualmente. Clique AQUI para ler a matéria e ouvir os depoimentos.

Além disso, outras informações dadas pela imprensa durante o dia dão conta de que haverão linhas de ônibus especiais para os dias de shows na Pedreira e que o local poderá receber o FIFA Fan Fest da Copa do Mundo deste ano, ao invés do Parque Barigui.


Nenhum comentário: